Selecione o seu Idioma   Seleccione su Idioma
  Mais artigos de Maria Inês Felippe

 

ATITUDE
Por Maria Inês Felippe

           Houve na idade Média um homem que foi lançado numa prisão.

           Ali permaneceu vinte anos entregue à tristeza e ao desespero.

           De vinte e quatro em vinte e quatro meses, o carcereiro trazia-lhe uma moringa de água e uma côdea de pão.

           Após vinte anos ocorreu ao prisioneiro experimentar abrir a porta. A porta abriu-se. Saiu para o ar livre, viu arvores, céu, ouviu os pássaros, gozou do sol pela primeira vez nos últimos anos.

           Não precisava ter esperado tanto para gozar da natureza, pois que a porta da prisão permanecera aberta durante todo este espaço. Apenas não ocorrera ao prisioneiro a idéia de experimentá-la. É o que acontece cada um de nós, possuímos possibilidades que nós mesmos desconhecemos. Nossa falta de curiosidade e sobretudo confiança em nós é a culpada de nossa estagnação, pobreza intelectual e material.

           Apenas te peço para você, querido(a) leitor(a), que creias que poderá conquistar o que quiseres desde que a isso esteja revolvido. A porta não abre somente do lado de fora. Não devemos e não podemos ficar esperando.

           A humanidade nos fornece exemplos aos milhares de que nós é que somos os arquitetos de nossos destinos.

           A curiosidade está para o conhecimento, assim como a libido está para as atitudes, construções e prazeres.

           Está faltando isso em você? Na sua liderança? Na sua equipe? Na empresa?. Vamos conversar!

Maria Inês Felippe: Palestrante, Psicóloga, Especialista em Adm. de Recursos Humanos e Mestre em Desenvolvimento do Potencial Criativo pela Universidade de Educação de Santiago de Compostela - Espanha. Palestrante e consultora em Recursos Humanos, Desenvolvimento Gerencial e de equipes, Avaliação de Potencial e competências. Treinamentos de Criatividade e Inovação nos Negócios. Palestrante em Congressos Nacionais e Internacionais de Criatividade e Inovação e Comportamento Humano nas empresas. Vice Presidente de Criatividade e Inovação da APARH.

Clique aqui para imprimir esse artigo  
  Mais artigos de Maria Inês Felippe
   
Página inicial